Atualize seu navegador!
Notícias

Projeto Prevenindo as deficiências

PROJETO PREVENINDO ÀS DEFICIÊNCIAS

 

Fundamentação teórica

A APAE de Maringá é uma associação civil, beneficente, com atuação nas áreas de assistência social, educação, saúde, prevenção, trabalho, profissionalização, defesa e garantia de direitos, esporte, cultura, lazer, estudo, pesquisa e outros, sem fins lucrativos ou de fins não econômicos.

A APAE de Maringá baseia-se na concepção de atendimento a uma política integral e integrada, entendendo como integral, o atendimento do sujeito como um todo, com serviços contínuos e de qualidade para o desenvolvimento de todos os alunos, e entendendo como integrada, as articulações com as políticas públicas nas áreas da Saúde, Educação, Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda.

O atendimento da APAE ocorre por meio de avaliações contínuas de suas atividades, enfatizando a dignidade do sujeito, sua autonomia e independência, além do apoio e orientação à sua família.

Os fundadores da APAE, felizmente, acreditavam que as limitações impostas pela deficiência não seriam impeditivas da aprendizagem e a participação desses sujeitos se lhes fossem criadas condições necessárias e adequadas às suas peculiaridades e necessidades individuais. Diante disto criou-se uma proposta de trabalho baseado nas peculiaridades e necessidades dos alunos atendidos.

Desde então, o movimento Apaeano oferece inúmeros serviços voltados para a atenção integral de pessoas com deficiência intelectual e múltipla. As frentes de atuação fundamentais passam pelos pilares da Assistência Social, Educação e Saúde. Em relação à Assistência Social, destacam-se serviços de atenção à família e as próprias pessoas com deficiência. Na educação, oferece a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA). E na Saúde, vários são os serviços prestados nesta área, mas principalmente de reabilitação, prevenção e promoção da saúde.

Falar em prevenção de deficiência intelectual não é simples. Krynski (1983) ressalta que a deficiência mental não é uma enfermidade única, não é possível de ser prevenida por uma vacina. Ela é um complexo de quadros clínicos diversos, produzidos por diferentes etiologias cuja exteriorização clínica é o insuficiente desenvolvimento intelectual, global ou específico, frequentemente acompanhado por manifestações patológicas, relacionadas às próprias causas da deficiência e outras à insuficiente e inadequada interação do indivíduo com o meio ambiente.

Justificativa:

As APAES têm como missão a promoção e articulação de ações de defesa de direitos, prevenção, orientações, prestação de serviços e apoio à família, direcionadas à melhoria da qualidade de vida da pessoa com deficiência intelectual e à construção de uma sociedade justa e solidária.

As ações de promoção da saúde incluem medidas preventivas da deficiência em três níveis: primário, secundário e terciário, através de campanhas contínuas e divulgações constantes nos vários segmentos sociais.

Na prevenção primária, tem-se como objetivo não permitir a ocorrência de instalação de deficiências; na prevenção secundária, a partir de instalada a deficiência busca-se permitir, o mais rapidamente possível, o diagnóstico e tratamento, a fim de impedir a instalação de limitações permanentes; e a prevenção terciária, destina-se a proporcionar atendimento adequado às pessoas com deficiência, para que as sequelas não sejam agravadas e que, enquanto pessoas, não sejam excluídas do meio social.

Dados do IBGE (2010) mostram que 23,9% da população brasileira tem algum tipo de deficiência. Sendo 18,8% visual, 7,0% motora, 5,1% auditiva e 1,4% mental. Já a Organização Mundial de Saúde revela que existem aproximadamente quinhentos milhões de pessoas com deficiência no mundo e 70% delas poderiam ser evitadas.

De acordo com Krynski (1983), fazer prevenção em um país como o nosso, onde os contrastes socioeconômicos e culturais são grandes, é tarefa difícil e deve exigir um planejamento por etapas. Mas é importante salientar que ações de prevenção tem custo mínimo se comparado com a reabilitação e com o tratamento das deficiências.

Em 1978 no Congresso da Liga Internacional da Deficiência Mental (Viena) criou-se o seguinte decálogo:

  1. Desenvolver a pesquisa em deficiência mental a fim de promover a melhoria das condições de prevenção;
  2. Incentivar programas educativos, utilizando ao máximo os atuais canais e meios de comunicação e divulgação;
  3. Promover a instalação de centros de diagnósticos precoce, em todos os pontos estratégicos;
  4. Maternidade para todos;
  5. Incentivo a programas pré-escolares e centros-dia;
  6. Detecção precoce de crianças de alto risco;
  7. Promoção e divulgação de programas específicos relacionados a aspectos ambientais regionais;
  8. Estudo e prevenção de serviços para crianças adotivas e famílias substitutas;
  9. Incentivo a programas de controle do meio ambiente, relacionados especialmente a medida antipoluição;

10. Incentivo ao estudo e controle dos problemas e circunstâncias que levam a deficiência mental noa países em desenvolvimento.

Diante de todo estudo, propusemos-nos realizar um trabalho de conscientização e orientação nas áreas da saúde e social, principalmente ao que se refere à prevenção, para a população em geral. População esta que se interessa sobre o assunto da deficiência intelectual e ou múltipla, como acadêmicos dos mais variados cursos de graduação, alunos do ensino fundamental e médio.

Além disso, este trabalho justifica-se pela demanda observada, em relação à prevenção no nosso trabalho do dia a dia, uma vez que as famílias que recebemos demonstram pouco conhecimento com materiais acerca da temática da deficiência e principalmente quanto à sua prevenção.

Enxergamos o trabalho de prevenção não como uma campanha, mas sim como um trabalho permanente que realizamos, onde temos clareza do nosso papel em todos os segmentos. Entendemos que o trabalho envolvendo a prevenção deve ser constante.

Objetivo Geral

  • Informar e orientar a população acerca dos diferentes tipos de deficiências e como preveni-las, com ênfase na deficiência intelectual e ou múltipla.

Objetivos Específicos

  • Disseminar através de publicações ou palestras o conhecimento científico e simples sobre prevenção das deficiências.
  • Desmistificar as deficiências intelectual, visual, auditiva, motora e múltipla.
  • Instrumentalizar os acadêmicos sobre as diferentes deficiências e como lidar com as mesmas.
  • Oferecer serviços de orientação e apoio às famílias (pais, irmãos, e outros).
  • Informar novos casais quanto à prevenção antes de gerar um filho.
  • Oferecer apoio técnico aos órgãos da rede da saúde, da assistência social e educacional.
  • Criar espaços de discussão com equipe técnica pedagógica.
  • Orientar sobre as diferentes formas de prevenção nos segmentos primário, secundário e terciário.

Metodologia

a)    Ações já realizadas pela Instituição:

A APAE já realiza muitas ações frente à prevenção, principalmente em relação aos familiares que nos procuram para orientação e atendimento. Acolhemos e encaminhamos todas as famílias que vivenciam as questões da deficiência intelectual ou múltipla, para órgãos afins.

Realizamos também ao longo de nossa existência, elaboração de folders, propagandas, campanhas, lutas de direitos, construções e repasse de conhecimentos referentes ao assunto sobre a deficiência, trabalhando principalmente em relação à prevenção e reabilitação.

Ainda ocorrem palestras à comunidade, encontros de Famílias, distribuição de artigos relacionados ao tema agrupados em um Anuário, e também visitação da população em geral nos ambientes escolares e orientações às mesmas.

b)    Ações a serem realizadas pela Instituição:

            A partir do que já realizamos, buscamos ampliar nossa proposta enfocando a prevenção, principalmente em relação à primária e secundária.

  • Alimentação do site oficial da APAE de Maringá, através do endereço eletrônico: <maringa.apaebrasil.org.br>, quinzenalmente, contendo divulgações de informações, artigos, estudos e pesquisas; como também depoimentos de familiares que vivenciam situações adversas em relação à deficiência. Buscaremos utilizar linguagem de fácil compreensão e acessível para todos, evitando a utilização maciça de termos técnico-científicos.
  • Encontro com famílias: Tem por objetivo discutir assuntos pertinentes ao dia a dia do deficiente e sua família, diante de um espaço de acolhimento, reflexão, como também propiciar momentos de experiências e vivências entre os participantes. Estes encontros acontecerão toda segunda quinta-feira de cada mês, a partir das 19h30min, facilitando a participação dos mesmos.
  • Visitas recebidas da comunidade: As visitas serão agendadas com o setor social durante todo o ano letivo. Os visitantes poderão conhecer todo o ambiente escolar, socializar com os alunos e funcionários e ao final receberem um folder informativo da instituição e prevenção. Participarão de uma roda de conversa, esclarecendo assim dúvidas e desmistificando preconceitos sobre as deficiências.
  • Folder: A Equipe técnica-pedagógica terá como objetivo, a elaboração de um modelo de folder que seja simples e claro para as devidas orientações acerca da deficiência intelectual ou múltipla. Posteriormente, a instituição deverá encontrar parceiros que possam custear a impressão do material. Estando com os folders prontos realizaremos a distribuição dos mesmos para toda a comunidade em geral – em visitas realizadas e recebidas, encontros, orientações, palestras e eventos em geral. Daremos início à distribuição na Semana Nacional Da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.
  • Encontro de noivos: inicialmente será realizado contato com os responsáveis dos cursos de noivos das Igrejas de Maringá. E assim que for aceita a proposta, serão ofertadas orientações acerca da prevenção das deficiências nos cursos existentes.
  • Divulgação para comunidade escolar sobre este projeto: no início do projeto realizaremos alguns encontros com professores, pais, funcionários, diretoria e parceiros, a fim de divulgar o trabalho de prevenção que estará sendo realizado, para que os mesmos possam multiplicar as informações e orientar a população sobre meios de receberem as devidas instruções.
  • Elaboração de materiais informativos pela equipe: Serão elaborados textos pela Equipe técnica-pedagógica, com enfoques variados de cada especialidade dos profissionais. Contamos com profissionais das áreas da pediatria, neurologia, psiquiatria, fonoaudiologia, psicologia, fisioterapia, terapia ocupacional, pedagogia e serviço social. Este material será disponibilizado no site oficial da APAE, quinzenalmente.
  • Discussão técnica: realizar conforme a demanda discussões e estudos concernentes aos assuntos que envolvam os problemas e interesses familiares com os membros da equipe.
  • Espaço para dúvidas, perguntas e sugestões: Implantação, no site oficial da APAE de Maringá, um ícone para esclarecimento de dúvidas e questionamentos sobre a deficiência intelectual e ou múltipla para toda a comunidade interessada, que poderão deixar seus questionamentos para posterior resposta da Equipe técnica-pedagógica da instituição.
  • Trabalho na Estimulação Essencial: Serão realizados encontros semestrais com os pais dos alunos que se encontram na faixa etária de 0 a 3 anos e 11 meses, a fim de realizar orientações envolvidas com o Desenvolvimento sensório-motor linguagem, auditivo, visual e sócio-afetivo.
  • Trabalho com idoso: Serão realizadas orientações bimestrais com familiares sobre questões do envelhecimento e suas particularidades, uma vez que o deficiente intelectual tem alcançado faixa etária próxima às demais pessoas. Pensando neste fato, propomos a realizar estas orientações ao núcleo familiar que serão seus futuros cuidadores.
  • Apoio técnico aos órgãos da rede: realizar junto aos setores social (CRAS, Conselho Tutelar, Pastoral da Criança, outros), saúde (Secretaria Municipal de Saúde, Postos de Saúde, Programa Saúde na Família, outros) e educacional (Centros de Educação Infantil, Escolas Municipais e Estaduais, Escolas particulares, Universidade Estadual e particular, outros), estudos, palestras, discussões sobre o tema abordado, conforme solicitação dos mesmos.
  • Avaliação e realimentação do projeto: ao final de 2013 a equipe técnica pedagógica, estará discutindo sobre como foi todo o trabalho desenvolvido durante o ano, com o propósito de readequar às necessidades levantadas e sugestões de novas ideias, dando assim continuidade em 2014.

 

 

Cronograma das ações

 

Jun

Jul

Ago

Set

Out

Nov

Dez

Alimentação do site APAE

X

X

X

X

X

X

X

Encontro com famílias

X

X

X

X

X

X

X

Visitas recebidas da comunidade

X

X

X

X

X

X

X

Folder

X

X

X

X

X

X

X

Encontro de noivos

X

X

 

 

 

X

 

Divulgar para comunidade escolar este projeto

X

X

 

 

 

 

 

Elaboração de materiais informativos

X

X

X

X

X

X

X

Discussão técnica

 

X

X

X

X

X

X

Espaço para dúvidas no site

X

X

X

X

X

X

X

Trabalho na estimulação essencial

 

X

 

 

 

X

 

Trabalho com idoso

 

X

 

X

 

X

 

Apoio técnico aos órgãos da rede

 

X

X

X

X

X

X

Avaliação e Realimentação do projeto

 

 

 

 

 

X

 

 

 

Bibliografia

APAE Educadora. A Escola que Buscamos: Proposta Orientadora das Ações Educacionais. Federação Nacional das APAES, Brasília: 2001.

 

IBGE, Censo Demográfico 2010. Disponível no site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, acessado em 24/05/2013.

ENUMO, Sônia Regina Fiorim. Como prevenir a deficiência mental em saúde pública. Temas psicol (online), 1997, vol 5, n.2, PP. 57-74. INSS 1413-389x. Acessado em 25/05/2013.

 

Federação Nacional das APAEs. Projeto Águia – Ciclo de Debates (Prevenção), pag. 69-106. Gestão 97/99.

Krynski, Stanislau. Novos Rumos da Deficiência Mental. Savier Editora de Livros Médicos. São Paulo, 1983.

OLIVEIRA, Marilene de. Prevenção de Deficiências. Disponível em: www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/2317-8.pdf. Acessado em 25/05/2013.

Planeta Educação. Disponível no site: www.planetaeducacao.com.br/portal/impressão.asp?artigo=1748.Acessado em 25/05/2013.

 

Responsável pelo projeto: direção auxiliar da Escola de Educação Básica na Modalidade de Educação Especial Diogo Zuliani – Cynthia Maiorquim Trovo.

 folder 2

folder 1

Tire suas dúvidas! Entre em contato conosco através do email: secretaria@apaemaringa.org.br

 

**Todos os artigos relacionados a prevenção de deficiências serão disponibilizados para dowload no Menu Lateral | Projeto Prevenindo as Deficiências.


Fonte: APAE Maringá